“Agora sabemos que o SENHOR te tem abençoado” (Gênesis 26:29)

Como líderes pretendemos estar em um lugar em nosso ministério mostrando sinais de sucesso e bênçãos de Deus em nossa vida e ministério.

Às vezes, consciente ou inconscientemente, nós focamos para a prosperidade, a estabilidade e os frutos. Todas estas coisas são boas e são dadas aos líderes para a glória de Deus.

Por exemplo, depois da morte de Abraão. (Gn 25), podemos ver em Gênesis 26 a transição de liderança entre gerações com o foco em Isaque. Isaque precisava encontrar o seu lugar no plano de Deus; Ele precisava tomar a decisão de qual seria o melhor lugar para sua liderança, e focar nisso.

Através de uma série de eventos no capítulo 26 de Gênesis, vemos como Deus deu a Isaque prosperidade (versos 12-14) e estabilidade (v. 11) e o levou a ser frutífero (v. 22). Mas também vemos um Isaque que não se acomodou em ficar em qualquer um desses lugares. Assim como Isaque, nossa liderança não pode ser acomodada, e não podemos desejar ficar em uma zona de conforto, devemos então, buscar um lugar onde iremos ser líderes ainda mais abençoados pelo Senhor.

Isaque saiu de sua zona de conforto e foi para Berseba (v. 23) e a primeira coisa que lemos é que o Senhor apareceu a Isaque para reafirmar a aliança dEle com seu pai. Então Isaque construiu um altar e adorou ao Senhor, estabelecendo ali o seu acampamento (vs. 24-25).

Isaque decidiu sair de sua zona de conforto, um lugar onde ele teria prosperidade, estabilidade e seria muito frutífero,(Reobote, v. 22), e partiu para Berseba, o seu lugar ideal de comunhão com o Senhor. Foi lá que Deus fez uma aliança com ele.

Isaque permaneceu no lugar onde ele adorava ao Senhor. E ele é reconhecido pelo povo da mesma maneira que nós como líderes precisamos buscar ser reconhecidos: “Vimos claramente que o Senhor está contigo” (v. 28) e “sabemos que o Senhor te tem abençoado.” ( v. 29).

O nosso lugar ideal de bênção é onde sabemos que estamos com Ele e quando nós nos envolvemos nas mesmas coisas que Ele se envolve.